Cléo Alves Pinto nasceu em Curitiba (1979), viveu muito tempo em Minas Gerais e desde 2009 mora em Brasília. É arquiteta e urbanista, e também formada em Pedagogia.
Começou a fotografar profissionalmente em 2015. Por meio de projetos autorais tem investigado questões como relações entre espaços públicos e privados; privacidade; e modos de viver, de morar e de se mostrar para ou outro, sob os vieses arquitetônico, urbanístico e sociológico/antropológico. Desde 2017 fotografa um projeto sobre comércio e consumo em Cuba.
Interessa-se por lugares, cidades, percursos, casas, arquivos, e acredita que não há nada mais interessante do que a vida real.

SELEÇÕES E PREMIAÇÕES               
2018. Transborda Brasília – Prêmio de Arte Contemporânea. Uma das 12 selecionadas, com imagens da série Vitrinas de La Habana. A Comissão de Seleção e Premiação foi formada por: Agnaldo Farias, Clarissa Diniz, Guga Carvalho, Marilia Panitz e Lisette Lagnado.
2018. FotoRio.  Os trabalhos apresentados nas leituras de portfólio foram um dos 5 portfólios mais votados e escolhidos para exibição no site.
2018. Foto em Pauta - Imagens da série Vitrinas de La Habana foram escolhidas para compor a exposição Transoeste, com curadoria de João Castilho e Pedro David. A série Amsterdamse ramen-etalages foi escolhida para ser apresentada na Mostra de Portfólios, com curadoria de Márcia Mello e Carlos Carvalho.
2017. Convocatória Lavando a Alma do Atelier Oriente - A série ACQUA foi selecionada como uma das dez melhores entre as inscritas.
2016. Prêmio Gávea de Fotografia - O projeto Membranas foi selecionado como um dos 15 melhores na Categoria Fotolivro, entre os mais de 500 inscritos.
2016. Foto Capital - O projeto Membranas foi escolhido com um dos três melhores portfólios entre os apresentados nas leituras.

EXPOSIÇÕES
Agosto de 2018 - Exposição coletiva Transborda Brasília - Prêmio de Arte Contemporânea, na Caixa Cultural de Brasília. Foram apresentadas imagens da série Vitrinas de La Habana. Curadoria de Agnaldo Farias. Clarissa Diniz, Guga Carvalho, Marília Panitz e Lisette Lagnado.
Março de 2018 – Exposição coletiva “Transoeste” no Festival Foto em Pauta, em Tiradentes, com imagens da série Vitrinas de La Habana. A exposição foi resultado de uma expedição realizada nas capitais do Centro Oeste, com curadoria de João Castilho e Pedro David.
Abril e Maio de 2017 – Exposição coletiva “Sobre linhas, membranas e fronteiras” no Museu Nacional da República, em Brasília, com o projeto Membranas. A exposição foi resultado da seleção dos três melhores portfólios do Foto Capital 2016. Realização d’ A Casa da Luz Vermelha e curadoria de Renata Azambuja.
Julho de 2015 – Exposição coletiva “Moradas imaginárias e suas telhas aparentes” com o projeto Membranas.  A exposição foi o produto final do 3º Ciclo do Núcleo de Produção em Fotografia Contemporânea da Galeria Ponto. em Brasília, com curadoria de Hannah Gopa.

EN

Cléo Alves Pinto was born in Curitiba (1979), lived a long time in Minas Gerais and since 2009 lives in Brasilia, Brazil. She is an architect and urbanist, and also graduated in Pedagogy.
She began to photograph professionally in 2015. Through authorial projects she has investigated issues such as relations between public and private spaces, privacy and ways of living. Since 2017 has been photographing a project on trade and consumption in Cuba. Is interested in places, cities, routes, houses, archives, and believes that there is nothing more interesting than real life.

SELECTIONS AND AWARDS
2018. TransbordaBrasilia - Contemporary Art Award. One of the 12 selected, with images from the Vitrinas de La Habana series. The Selection and Award Committee was formed by: Agnaldo Farias, Clarissa Diniz, Guga Carvalho, Marilia Panitz and Lisette Lagnado.
2018. FotoRio. The works presented in the portfolio readings were one of the 5 most voted portfolios and chosen for display on the website.
2018. Foto em Pauta - Images from the Vitrinas de La Habana series were chosen to compose the Transoeste exhibition, curated by João Castilho and Pedro David. The Amsterdamse ramen-etalages series was chosen to be presented at the Portfolios Show, curated by Márcia Mello and Carlos Carvalho.
2017. Calling Lavando a Alma from Atelier Oriente - The ACQUA series was selected as one of the top ten among the entries.
2016. Gávea Photography Award - The Membranas project was selected as one of the 15 best in the Photobook Category, among the more than 500 entries.
2016. Foto Capital - The Membranas project was chosen with one of the three best portfolios presented in the readings.

EXIBITIONS
August 2018 - Collective Exhibition Transborda Brasilia - Contemporary Art Prize, at Caixa Cultural Brasília. Images from the Vitrinas de La Habana series were presented. Curated by Agnaldo Farias. Clarissa Diniz, Guga Carvalho, Marília Panitz and Lisette Lagnado.
March 2018 - Collective exhibition “Transoeste” at the Foto em Pauta Festival, with images from the Vitrinas de La Habana series. The exhibition was the result of an expedition held in the midwest capitals, curated by João Castilho and Pedro David.
April and May 2017 - Collective exhibition “Sobre linhas, membranas e fronteiras” at the National Museum of the Republic, in Brasilia, with the project Membranas. The exhibition was the result of the selection of the three best portfolios of Foto Capital 2016. Realization of A Casa da Luz Vermelha and curated by Renata Azambuja.
July 2015 - Collective exhibition “Moradas imaginárias e suas telhas aparentes” with the project Membranas. The exhibition was the final product of the 3rd Cycle of the Contemporary Photography Production Center of Galeria Ponto. in Brasília, curated by Hannah Gopa.
Back to Top